A Voz...


More Goodies @ NackVision

 


 

Amigo no meu peito,

As horas dormem

Num compassar dolente e sossegado

Seduz a minha alma

Uma voz de homem

Que ao longe entoa triste

Um triste fado

Como se aquela voz entristecida

Contasse a nossa história a toda a gente

Cada quadra parece ser escolhida

Do amor, que quer doer-me  lentamente

E enquanto eu não reclamo a dor dos dias

Em que me afundo a sós nesta memória

No frio das noites frias e vazias

Só cabe a voz que conta a nossa história.

 

publicado por sharyna às 13:08
sinto-me: nem sei como....